Investigadores do CCMAR descobrem nova microalga para produção de biodiesel | CCMAR
CCMAR is preparing the future
Um vídeo que mostra um pouco do trabalho de jovens investigadores e que ilustra como é ser Doutorando no CCMAR.
Researcher from CCMAR of the University of Algarve receives the prestigious 2017 Marine Fellow prize from the Pew Foundation of the USA
Ester Serrão, a research scientist at the Algarve Centre of Marine Science (CCMAR) and associate professor at the University of the Algarve, was one of 11 international scientists and conservationists...
New species to science identified the Algarve coast
They are species of kinorhyncha phylum, first described in Portugal, two of them are completely new to science and have been found in samples taken on the Algarve coast ...
FIRST MAP OF ALGARVIAN SEAS ALREADY AVAILABLE FOR DOWNLOAD
The digital version of the first map of the algarvian coast is already available for download.
The application of population genomics to fisheries management
The Foresight Workshop is designed to bring together fisheries management practitioners, stakeholders involved in fisheries policy making and governance, as well as genomic scientists to facilitate interaction and promote synergistic activities aimed...
 

Investigadores do CCMAR descobrem nova microalga para produção de biodiesel

 

Um grupo de investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR), na Universidade do Algarve, conseguiu isolar e caraterizar uma nova microalga com aplicação na produção de biodiesel. A nova estirpe, isolada a partir das águas costeiras do Algarve, é capaz de acumular um elevado conteúdo em bio-óleos, os quais têm as caraterísticas adequadas para a produção de biodiesel. Para além disso, é uma microalga com uma elevada produtividade tanto a nível de produção de biomassa como de bio-óleos, o que faz com que o leque de aplicações seja ainda mais alargado. Estes resultados foram obtidos em meio de cultura laboratorial e efluentes de Estações de Tratamento Residuais (ETAR). A robustez demonstrada por esta microalga abre novas avenidas de investigação e desenvolvimento para o seu uso no tratamento de efluentes urbanos e produção de bioenergia.

O potencial da microalga é elevado e os investigadores do CCMAR têm desenvolvido uma ativa colaboração junto de parceiros industriais, de modo a aumentar a produção desta microalga, mas também de forma a aproveitar o efeito deste cultivo no sequestro de CO2. No seguimento deste objetivo, o CCMAR e a Universidade do Algarve, estão a colaborar com a Secil na recentemente inaugurada Unidade de Produção de Microalgas (Algafarm), localizada em Pataias. Neste espaço, considerado o maior conjunto de fotobiorreatores em sistema fechado da Europa, a cimenteira investiu 15 milhões de euros com o objetivo de desenvolver tecnologias de mitigação do impacto da libertação de CO2, decorrente da sua atividade.

João Varela, Luísa Barreira e Hugo Pereira são os investigadores do CCMAR que colaboram de uma forma muito estreita com a Algafarm para a transferência de know-how, tecnologia e material biológico. A recente descoberta dos cientistas poderá permitir um maior aproveitamento e rentabilidade da produção de microalgas, cujo cultivo, por si mesmo, já cumpre o objetivo de consumo de CO2. As expectativas em relação a novos mercados e à aplicação a nível mundial são elevadas, quer por parte da indústria, quer da comunidade científica. O isolamento e caracterização da estirpe resultaram já em dois artigos, publicados no final de Outubro, nas revistas Scientific Reports (do grupo da Nature Publishing Group) e Bioresource Technology.

Neste momento, o CCMAR e os parceiros industriais do Centro já se encontram a estudar a adaptação desta estirpe de microalgas para produção industrial em larga escala.

Link para o artigo na revista Scientific Reports (do grupo da Nature Publishing Group)

Link para o artigo na revista Bioresource Technology

 

Faro, 09 de Novembro 2016

 

Download da Nota de imprensa (DOC / PDF )

 

Para mais informações contactar:

Departamento de Comunicação

Andreia Pinto

Email: aspinto@ualg.pt

Tlf: +351 289 800 050 | Tlm: 913794995